Uma sede fixa para Copa e Olimpíadas

Notícias do mundo belo e ordenado, não do caos sem normas...

super-monstro-copa

por Charles Banks-Altekruse*; Ilustração: Caio Gomez

A Europa está se desdobrando para remediar a crise econômica da Grécia. Até porque essa crise já se alastrou por outros países do Velho Continente e abalou o poder do euro. Foi por um motivo simples que a coisa chegou a esse ponto: os gregos gastaram mais do que podiam, gerando uma dívida pública de mais de € 300 bilhões.

Parte dos gastos aconteceu em 2004, quando Atenas sediou a Olimpíada. Para preparar-se, a capital desembolsou US$ 14 bilhões. Esse gasto provavelmente contribuiu para os problemas econômicos que vemos hoje. Isso já aconteceu antes: em 1976, por exemplo, os Jogos de Montreal custaram 400% mais do que o previsto. A cidade quase foi à falência e precisou de 30 anos para pagar as dívidas.

A culpa é do rodízio de sedes das competições esportivas. Por causa desse sistema, as Olimpíadas e a Copa do…

Ver o post original 354 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s